Skip to content

Move+, Helexia sobe na classificação de desempenho energético da sua frota

Desde 2020 que a Helexia é certificada pelo Move+, um sistema de avaliação e classificação do desempenho energético de frotas de automóveis ligeiros, desenvolvido pela Adene – Agência para Energia. Devido às melhorias que a Helexia tem vindo a implementar na sua frota, este ano o novo certificado subiu na classificação, de B para A (numa escala de A+ a F).

Para conhecermos melhor este sistema e o processo de certificação da Helexia, desafiámos a Marta Jordão, Operations Director Energy Efficiency. Neste artigo explorarmos ainda os benefícios do Move+, bem como a oportunidade que a Helexia teve em integrar este sistema nos nossos serviços, como oferta aos nossos clientes.

 

O que é a Certificação Move+ da Adene?

O sistema MOVE+ é uma ferramenta criada pela ADENE com vista à promoção de uma mobilidade mais eficiente. Este sistema baseia-se na avaliação e classificação do desempenho energético das frotas automóveis com o objetivo de identificar oportunidades e poupanças de combustível (redução de custos) e de minimização de impacte ambiental.

 

Quais as vantagens para a Helexia na aposta desta certificação e como podem os nossos clientes implementá-la também?

Na Helexia acreditamos no potencial de uma mobilidade mais eficiente para a transição energética das empresas e integramos todos os stakeholders para fazerem parte desta missão, desde os nossos colaboradores, aos nossos clientes e fornecedores. O MOVE+ é uma ferramenta que nos veio trazer uma maior consciência interna sobre o nosso desempenho na mobilidade e é sem dúvida uma ferramenta que complementa o nosso leque de serviços e a nossa missão.

A certificação MOVE+ e a classificação A que obtivemos vem reconhecer a aposta que tem sido feita pela nossa empresa na melhoria contínua da frota ao nível da eficiência energética, ajudando também a identificar as oportunidades de redução dos custos operacionaisredução das emissões de CO2 e a tornar a nossa frota mais sustentável.

É por reconhecermos o valor deste sistema que integrámos na Helexia o Serviço para implementação do sistema Move+ da Adene, trabalhando com as empresas na aplicação deste sistema, para que se tornem certificadas e garantam que sua frota é mais eficiente, mais económica e com menor impacto ambiental.

 

Em 2022 a nossa frota subiu na classificação, passando de B para A. Quais foram as melhorias aplicadas para chegarmos ao topo da classificação?

A Helexia tem feito uma aposta contínua na melhoria da frota. Em 2020 tínhamos 55% das viaturas com combustível alternativo (viaturas elétricas e híbrido plug-in), em 2021 este valor subiu para os 58%.

Desde o início da certificação (2020) atingimos:

– 20% | Redução do consumo específico de energia

– 18% | Redução das emissões específicas de CO2

Ao longo deste período temos melhorado as nossas práticas ao nível da gestão de viaturas, gestão de condutores e gestão da manutenção, com medidas muito ágeis e relativamente fáceis de implementar:

  • Substituição gradual das viaturas exclusivamente térmicas por viaturas com propulsão alternativa;
  • Ações de motivação junto da equipa para incentivar uma condução mais eficiente sob o ponto de vista de consumos;
  • Divulgação dinâmica e contínua de Report aos condutores sobre o seu desempenho;
  • Ações de formação em eco-condução à equipa;
  • Garantir que os novos pneus têm classe energética superior a C;
  • Implementação de procedimento de verificação periódica da pressão de pneus, solicitando e motivando a equipa para que o faça com regularidade.

 

Que melhorias na frota estão estipuladas para o ano de 2022?

Este ano de 2022 continuaremos a apostar na substituição gradual das viaturas térmicas por viaturas de propulsão alternativa – perspetivamos aumentar as viaturas de combustível alternativo de 58% para 77%.

Pretendemos ainda reduzir no consumo específico de energia da fota, bem como na redução das emissões específicas de CO2.

 

Para as empresas que têm interesse em adotar este sistema, o que devem fazer e quanto tempo demora o processo (em média)?

As empresas que estiverem interessadas em implementar o sistema MOVE+ podem contactar-nos para em conjunto, fazermos uma primeira avaliação e definirmos a abordagem para implementação do sistema. Dependendo de empresa para empresa, do número de veículos que compõem a sua frota e quão desenvolvido está o seu sistema de monitorização e controlo, a implementação do sistema poderá durar entre 3 a 12 meses.

Helexia LO-RES FINAIS-8

Operations Director EE

Subscreva
a Newsletter

Subscreva
a Newsletter

MAIS NOTÍCIAS

separator-shape-03