Skip to content

Sustentabilidade nos RH: quando a gestão de talento e a estratégia do negócio se encontram

Artigo publicado na revista Líder.

No contexto global em que vivemos, tanto nas empresas como na vida pessoal, realidades que se separam por linhas cada vez mais ténues, move-nos mudar o mundo, aproveitar o tempo, equilibrar as agendas, viver com propósito. Cada vez mais procuramos trabalhar com um sentido de missão comum ao da nossa própria vida.

Neste contexto, a expressão Green Human Resources Management é cada vez mais usual. Através da promoção de práticas mais ecológicas e socialmente responsáveis junto dos colaboradores, os Recursos Humanos têm dado o seu contributo para tornar o ambiente de trabalho e as empresas mais sensíveis ao meio ambiente, mais eficientes em termos de recursos e socialmente mais responsáveis.

As pessoas estão cada vez mais atentas a todas as questões que dizem respeito ao ambiente e à sustentabilidade, em particular as gerações mais jovens. Os millennials que integram ou continuarão a integrar o mercado de trabalho do futuro querem fazer parte de empresas com propósito, que tenham em consideração a importância do seu impacto na sociedade. Acredito, plenamente, que as práticas de sustentabilidade se assumem como o novo paradigma. Para a geração millennial, e de acordo com os nossos processos de atracão de talento, percebemos que tão ou mais importante do que progredir na carreira ou ter uma evolução salarial, é estar numa empresa que promova flexibilidade aos colaboradores para manter o seu estilo de vida, que tenha valores éticos e que se preocupe com a sociedade.

Saber o quão sustentável e amiga do ambiente uma empresa pode ser é atualmente uma das prioridades dos colaboradores que, como diversos estudos revelam, mostram uma lealdade mais profunda para com os empregadores que abordam questões como a proteção do meio ambiente. Na minha organização, estou convicta de que o elemento mais importante e distintivo para a nossa competitividade é o nosso capital humano, pelo que assumimos a sustentabilidade como fator chave na atração e retenção de talento.

Esta consciência coletiva de que não temos um “Planeta B”, driver comum a toda a empresa, faz com que as mais pequenas e humildes iniciativas verdes sejam incorporadas, harmoniosamente, por toda a equipa em Portugal. Entendemos que o tema da sustentabilidade muda o próprio paradigma sob o qual as empresas são avaliadas. Hoje em dia, não basta sermos bem-sucedidos a resolver os problemas dos nossos clientes e a gerar riqueza para os nossos acionistas, é necessário que sejamos também capazes de gerar valor social e ambiental para as diversas partes interessadas.

Neste contexto, é fácil partilhar exemplos de iniciativas sustentáveis que levamos a cabo numa base regular. Desde que nos mudamos para os nossos atuais escritórios, no centro de Lisboa, implementamos pequenos ecopontos de recolha seletiva; não utilizamos copos nem garrafas de plástico; mesmo não sendo ainda totalmente paper free, reduzimos as nossas impressões; escolhemos parceiros ou fornecedores que, comprovadamente, se movem pelos mesmos princípios de respeito para com a comunidade em que se inserem, e que almejam contribuir todos os dias para a diminuição da pegada ecológica no planeta. Numa perspetiva mais processual, e ao nível da gestão dos RH especificamente, uma das soluções implementadas, passa pelo recurso a processos de recrutamento e seleção totalmente digitais, pela transição de arquivos tradicionais para os 100% online, processo que temos agora on going. Além disso, e ainda dentro do scope de RH, a comunicação interna é 100% digital, e estamos a terminar a transição da nossa frota, para viaturas 100% elétricas ou híbridas.

Estamos empenhados em ser parte da solução e em contribuir de forma ativa para as ambições de Portugal e da Europa na corrida à neutralidade carbónica em 2050. É um caminho exigente para todos e onde precisamos de garantir que a transição energética ocorre de forma ambientalmente adequada, socialmente justa e economicamente equilibrada. Do outro lado desta mesma balança, importa não negligenciar o que nos deve mover a todos, como pessoas, todos os dias – viver com propósito e mudar o mundo para melhor.

People and Talent Manager Portugal

Subscreva
a Newsletter

Subscreva
a Newsletter

MAIS NOTÍCIAS

separator-shape-03
This is Tooltip!