Skip to content

A monitorização é essencial para garantir bons rácios de produção de energia fotovoltaica

Para a Helexia é essencial que as centrais fotovoltaicas dos nossos clientes estejam a obter bons rácios de produção, garantindo elevadas taxas de autoconsumo. Desta forma garante-se que uma percentagem considerável da energia necessária pelo edifício é obtida através da energia solar com ganhos para o cliente – redução da fatura energética – e para o planeta – mais energia de fontes renováveis.

A monitorização tem um papel muito importante para que este balanço seja obtido. Vamos começar pela questão básica :  “Em que consiste a monitorização de uma central fotovoltaica para autoconsumo?”

A monitorização consiste no seguimento remoto em tempo real do estado da central fotovoltaica e é assegurada por uma equipa especializada que está disponível 24/7. A responsabilidade da equipa consiste em fazer uma triagem dos problemas reais, reencaminhando incidentes e possíveis causas para as equipas técnicas. O seu trabalho é apoiado por algoritmos desenvolvidos para cada uma das instalações da sua responsabilidade.

A recolha de informação no site  (central fotovoltaica) é feita através de um equipamento de recolha de dados (datalogger) que tipicamente é da mesma marca do fabricante dos inversores. Desta forma assegura-se uma compatibilidade entre os equipamentos, garantido que todas as variáveis possam ser recolhidas e também, em alguns casos, que se possam enviar comandos remotos de controlo.

Em backoffice a Helexia utiliza uma plataforma unificada que permite agregar todos os assets, independentemente da tecnologia presente no site. Esta plataforma permite a visualização do histórico de todos os equipamentos presentes no site, gestão de incidentes e criação de algoritmos de deteção de falhas, quebras de produção e desvios em relação ao previsto.

A equipa monitoriza todos os sinais recolhidos pelo inversor, desde a produção de energia fotovoltaica, as correntes e tensões das strings de módulos, até a energia de saída do inversor. Para complementar os dados de produção, é monitorizado os dados meteorológicos como a irradiação, temperatura ambiente e temperatura dos módulos. São igualmente  recolhidos dados sobre o consumo e injeção de energia da rede.

A monitorização permite que qualquer desvio ou quebra de produção possam ser detetados em períodos inferiores a uma hora. A rápida deteção permite uma reação atempada das equipas para que o incidente seja resolvido prontamente.

Desta forma garante-se o correto funcionamento da central e a obtenção de excelentes rácios de produção solar.

Subscreva
a Newsletter

Subscreva
a Newsletter

MAIS NOTÍCIAS

separator-shape-03